Criticado por aproximação com Bolsonaro, ACM Neto tenta convencer aliado a não aceitar Ministério

Criticado por aproximação com Bolsonaro, ACM Neto tenta convencer aliado a não aceitar Ministério
12 fevereiro 10:25 2021 Imprimir

O presidente nacional do DEM, ACM Neto, pediu que o deputado João Roma (Republicanos-BA) avaliasse a possibilidade de abrir mão da indicação ao comando do Ministério da Cidadania, cargo que estará disponível na Esplanada nos próximos dias em função da transferência do ministro Onyx Lorenzoni (DEM-RS) para a Secretaria-Geral da Presidência. Roma é aliado de Neto e foi chefe de gabinete do ex-prefeito de Salvador antes de assumir uma cadeira no Poder Legislativo.

A conversa entre o dirigente partidário e Roma ocorreu antes da publicação da entrevista do ex-presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ao Valor, na qual o parlamentar confirmou que deixaria o DEM em função da aproximação da cúpula do partido do governo federal. Neto nega que esteja se alinhando ao Palácio do Planalto e reforça que a legenda permanecerá independente.

Segundo fontes, o nome de Roma é o mais cotado pelo presidente nacional do Republicanos, Marcos Pereira (Republicanos-SP), para assumir a pasta responsável pelo gerenciamento de programas sociais do governo federal. A experiência do deputado baiano como gestor garantiu seu favoritismo na corrida pelo posto. O deputado Márcio Marinho (Republicanos-BA) também aparece como opção para o cargo.

Aliados de Roma relatam que o parlamentar entendeu o posicionamento de Neto, mas tem afirmado que não teria como explicar para a própria legenda os motivos que o levariam a desistir do ministério.

  Matéria marcada como:
  Editorias: