Angelo Coronel defende chapa Otto-Rui para disputar eleição de 2022 a governo da Bahia

Angelo Coronel defende chapa Otto-Rui para disputar eleição de 2022 a governo da Bahia
07 agosto 08:25 2021 Imprimir

O senador Angelo Coronel (PSD) defendeu, em entrevista ao jornal Tribuna da Bahia, que a chapa governista para 2022 seja formada por Otto Alencar (PSD) e Rui Costa (PT), como candidatos a governador da Bahia e senador, respectivamente.

O vice-governador seria indicado pelo PP. Para ele, seria a composição ideal para manter o grupo político unido.

A proposta de Coronel, no entanto, não é a mesma do senador Jaques Wagner nem do PT. O partido quer lançar o ex-governador de novo à disputa do Palácio de Ondina.

“A companhia de Wagner é agradável, e eu não quero deixar de tê-la todas as semanas nas idas e voltas para a Brasília, já que ele ainda tem seis anos de mandato. Além disso, (a proposta) contemplaria todo mundo porque ficaria todo mundo com mandato. Manterá o tripé, dos três maiores partidos, e a união ficará totalmente consolidada. Caso isso não aconteça, pode ser que haja fissura no futuro”, ressaltou Coronel, em entrevista à reportagem.

Publicamente, o governador tem garantido que o desejo dele é ficar no cargo até o fim do mandato. A avaliação na cúpula de Rui, entretanto, é de que, se o governador for candidato, pode ajudar a alavancar ainda mais a candidatura de Lula à Presidência na Bahia, como fez com Fernando Haddad no pleito de 2018.

O PP é o principal partido interessado para que o chefe do Palácio de Ondina renuncie ao posto. O desejo dos progressistas é que vice-governador João Leão assuma o posto, e feche a carreira política com “chave de outro”. Segundo membros da legenda, o partido até abriria mão de uma vaga na composição para Leão assumir o Palácio de Ondina.

  Matéria marcada como:
  Editorias: