‘Novo Lázaro’ dribla polícia na mata há 5 dias após cometer chacina e cancelam até aulas em Goiás

‘Novo Lázaro’ dribla polícia na mata há 5 dias após cometer chacina e cancelam até aulas em Goiás
03 dezembro 12:13 2021 Imprimir

As buscas por Wanderson Mota Protácio em Goiás entraram no quinto dia nesta sexta-feira. O assassino, conhecido como “Novo Lázaro”, segue espalhando caos e medo na região Centro-Oeste do Brasil e se assemelha cada vez mais ao criminoso que assolou a região no meio do ano.

Wanderson está foragido desde o último domingo (28), quando matou a facadas a própria esposa, grávida de quatro meses, e a enteada, de 2 anos e 8 meses. Ele ainda assassinou a tiros um fazendeiro e baleou a esposa dele, após tentar estuprá-la.

O jovem de 21 anos, que trabalhava como caseiro, conseguiu fugir no carro roubado do fazendeiro assassinado. Após abandonar o veículo, teria pagado a um rapaz para que o transportasse, dando sequência à fuga.

No momento, as buscas por Wanderson mobilizam mais de 50 agentes, um helicóptero e cães farejadores da Polícia Civil. A estratégia foi apertar o cerco nas cidades de Abadiânia e Alexânia, para onde ele teria ido após deixar o carro roubado.

O medo espalhado pelo criminoso começa a ter consequências práticas na rotina da população local. A única escola municipal do distrito de Mocambinho, em Gameleira de Goiás, está com as aulas suspensas desde a última quinta (2) justamente por causa das buscas ao criminoso.

Ele teria sido visto na região próxima ao povoado naquela manhã. Um motoqueiro afirmou que deu carona a uma pessoa com as mesmas características de Wanderson.

Na madrugada de quarta (1º), um fazendeiro de Corumbá envolveu-se em tiroteio com um rapaz que, suspeita-se, pode ser o caseiro. O rapaz teve a propriedade invadida e respondeu a tiros dados na sua direção, mas não soube dizer se acertou o outro atirador.

“Novo Lázaro”

Wanderson está sendo chamado de “Novo Lázaro” pelas semelhanças na crueldade dos crimes e na estratégia de fuga pelo Centro-Oeste do Brasil.

Um colega, inclusive, contou que o caseiro já havia revelado ser fascinado por Lázaro Barbosa, assassino em série que assolou a região em junho.

  Matéria marcada como:
  Editorias: